domingo, 20 de agosto de 2017

Cruzeiro com time misto faz dever de casa: 2x0

Cruzeiro 2 x 0 Sport - Mineirão - 21ª rodada - Brasileirão 2017
Sassá, sempre ele, abriu o placar que Raniel fechou.
Dominou
O Cruzeiro conseguiu se impor em campo e por conseguinte impor seu ritmo e não deu chance para o Sport avacalhar a festa da Nação Azul. O Sport tem um bom time, com bom entrosamento mas carece de mais talentos. O Time Azul mesmo misto conseguiu a vitória de maneira até tranquila. Fizemos dois gols e ainda mandamos duas nos travessões. Fábio não fez nenhuma defesa milagrosa, não precisou. O Sport não conseguia chegar a nossa área com jogadas de qualidade, nosso bloqueio funcionou muito bem. 


O jogo
O jogo foi meio sonolento. Sem muitas emoções. Muita marcação de ambos os lados e poucos lances de perigo. O Cruzeiro foi que chegou mais vezes com perigo. Chegamos a perder uns 3 gols certos pelo menos. Aos 32 do 1º tempo Sassá aproveitou bom lançamento de Ezequiel e cabeceou para o chão corretamente, enganando o bom goleiro Magrão. No 2º tempo o Cruzeiro tentou diminuir o ritmo mas, o Sport voltou com fome de bola e o jogo seguiu movimentado, só que entre as duas intermediárias. O juiz fraco, mais uma vez prejudicou o Cruzeiro, não deu um pênalti claro em Thiago Neves. Só aos 42 do 2º tempo que a traquilidade veio, após uma jogada que não deu em nada de Thiago Neves, Raniel viu sobrar limpa a bola, correu, antecipou-se á zaga e num lance de esperteza mandou para as redes decretando a vitória e fechando o placar. Ele mereceu o gol. 

Na sequência
Enfim chegamos ao G6 e com esta vitória alcançamos 30 pontos ainda na metade do campeonato. Dá pra chegar mais longe, com certeza. Basta que as lesões nos deem mais tempo, por exemplo. Na 4ª decidiremos com o Grêmio nossa ida ou não à final da Copa do Brasil. Se não der para nós o Mano vai enfim dar total direcionamento para o Brasileirão. Se o Cruzeiro passar pelo Grêmio continuaremos com os altos e baixos no Brasileiro mas teremos a grande chance de nos coroarmos com o penta da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 0 SPORT
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 20 de agosto de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Vinícius Melo de Lima (RN) e Jean Márcio dos Santos (RN)
Cartões amarelos: Rafinha (Cruzeiro)
Gols:CRUZEIRO: Sassá, aos 34 minutos do primeiro tempo, e Raniel, aos 42 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Hudson (Lucas Silva), Henrique, Rafinha e Thiago Neves; Alisson (Élber) e Sassá (Raniel)
Técnico: Mano Menezes
SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Henríquez e Mena (Anselmo); Rithely, Patrick e Diego Souza; Everton Felipe (Rogério), Lenis (Juninho) e André
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Cruzeiro encara o Grêmio mas vacila: 1x0

Grêmio 1 x 0 Cruzeiro - Arena do Grêmio -  Semifinais - Jogo de ida - Copa do Brasil 2017
Vacilo
Sim foi um só vacilo. Uma só oportunidade e o Grêmio foi lá e carimbou sua passagem para as finais da Copa do Brasil. Não é pessimismo, é realidade. Temos um time inferior e poderemos passar para a final pois nada esta decidido, mas, o Grêmio agora esta bem mais perto que nós. Vencer no Mineirão é totalmente possível mas temos de lembrar que nosso time tem exatamente como ponto mais vulnerável, bem mais vulnerável que o Grêmio, exatamente o setor ofensivo. Equilibramos o jogo no meio e na defesa, de uma forma ou de outra mas, nosso ataque é inoperante. Vimos com clareza isso ontem. 

O time
É lógico que falando que tivemos apenas um vacilo fica parecendo que Fábio não fez duas defesas milagrosas. Não estamos relevando isso mas, considerando que suas boas defesas fazem parte dos acertos do nosso setor defensivo. Analisando os 3 setores do time fica evidente que temos um bom meio campo (principalmente quando o Cabral joga), uma boa defesa e sofremos mais com nosso setor ofensivo. Ontem deu pra ver que nosso time não jogou mal quando olhamos pelo aspecto do conjunto, porém, quando analisamos individualmente vemos que T.Neves não foi bem. Alisson idem. Sóbis não produziu nada. Robinho também foi inoperante. No meio nosso problema foi a presença de Lucas Silva que não foi bem e principalmente (um fato esta ligado ao outro) a ausência de Ariel Cabral. Ele dá consistência defensiva, é bom de passe e apóia bem mais e melhor o ataque. Nas laterais Diogo Barbosa e Ezequiel foram medianos já Lucas Romero foi bem, mas, sempre é mais defensivo, apoia pouco o ataque.

Receita de bolo
O Cruzeiro jogou mais ou menos no equilíbrio com o Grêmio. Dá pra jogarmos mais e vencer em B.Horizonte pelo que já vimos do Grêmio em 2017. É um bom time mas não é brilhante. Tem um conjunto forte, é organizado em campo e tem jogadores versáteis e talentosos como o Luan mas, ainda assim, se o Cruzeiro der a sorte de ter Sóbis, T.Neves e Alisson inspirados a coisa pode ficar bem mais fácil. O que pode com certeza prejudicar muito nossos planos é a obrigação de NÃO TOMAR GOLS. Vencer por 2 x 0 este time do Grêmio não será missão tão difícil se inclusive, eles jogarem no mesmo nível que jogaram ontem. Avante Azul. O sonho do Penta ainda pulsa.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 X 0 CRUZEIRO
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data: 16 de agosto de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido R. de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Público: 47.711 (45.102 pagantes)
Renda: R$ 1.758.042,00
Cartões amarelos: Grêmio: Ramiro, Edílson, Pedro Rocha. Cruzeiro: Rafael Sóbis, Robinho, Ezequiel
GOL
Grêmio:
 Lucas Barrios, aos 45 minutos do primeiro tempo
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel (Bressan), Walter Kannemann e Bruno Cortez; Arthur, Michel, Ramiro, Luan e Pedro Rocha; Lucas Barrios (Everton).
Técnico: Renato Portaluppi
CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero (Ezequiel), Léo, Murilo e Diego Barbosa; Henrique, Lucas Silva, Robinho (Elber), Alisson e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Raniel).
Técnico: Mano Menezes

domingo, 13 de agosto de 2017

Cruzeiro joga bem e perde mais uma: 3x2

S. Paulo 3 x 2 Cruzeiro - Morumbi - 20ª rodada - Brasileirão 2017
Eita Cruzeiro
Ta certo que a arbitragem ajudou o SPFW né? Um pênalti semelhante em Sassá não foi dado mas a favor do time da casa, time de São Paulo fica complicado não marcar né? Então... O Cruzeiro jogou bem mas deu bobeira. Não matou o jogo quando podia. Deixou os bambis crescerem e acreditarem que poderiam mais uma vez vencer o Maior de Minas. Mano também tem suas responsabilidades ao resolver mais uma vez poupar tantos titulares. Que será que Mano pensa? Onde será que Mano quer chegar? 

O jogo
O Cruzeiro foi bem, dominou o jogo e no 1º tempo principalmente foi mais presente no ataque e teve as melhores chances. Sassá desperdiçou um pênalti e claro, este gol fez muita falta. No segundo tempo apesar de o time da casa melhorar o Cruzeiro continuou seu domínio mas eles continuaram contando com a arbitragem e a sorte. O Cruzeiro virou e depois sofreu o empate. Na sequência sofreu uma virada. Sóbis também despediçou uma chance claríssima num momento importante do jogo.

Robinho acertou
Ao final do jogo Robinho mencionou como é difícil jogar no Morumbi. Disse corretamente que o Cruzeiro jogou muito bem, esforçou-se sob o sol forte do domingo mas a atenção maior do jogo virou-se para a arbitragem. Segundo ele, mais uma vez corretamente, é exatamente isso que não deve ocorrer. O pênalti de Ezequiel foi uma jogada comum, jamais poderia ser marcado. Como o próprio Ezequiel também mencionou se fosse assim num jogo vários penais seriam marcados em jogadas de contato como esta. Avante Cruzeiro. Juízo Mano.


FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 3 X 2 CRUZEIRO
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 13 de agosto de 2017, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Pedro Martinelli Christino (ambos do PR)
Cartões amarelos: SÃO PAULO: Lucas Pratto (2), Lugano. CRUZEIRO: Léo, Ezequiel, Bryan, Digão (2)
Cartões vermelhos: SÃO PAULO: Lucas Pratto. CRUZEIRO: Digão.
Público: 56.052 torcedores
Renda: R$ 1.623.971,00.
GOLS:
SÃO PAULO:
 Hernanes, aos 46 minutos do 1T e aos 36 minutos do 2T, e Arboleda, aos 26 minutos do 2T.
CRUZEIRO: Sassá, aos 6 e aos 11 minutos do 2T.
SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini (Denilson), Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Éder Militão (Jucilei); Marcinho, Petros (Gilberto), Hernanes e Marcos Guilherme; Lucas Pratto
Técnico: Dorival Júnior
CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel (Rafinha), Leo, Digão e Bryan; Hudson (Henrique), Nonoca (Thiago Neves), Robinho e Alisson; Rafael Sobis e Sassá
Técnico: Mano Menezes

domingo, 6 de agosto de 2017

Cruzeiro não consegue furar retranca: 0x0

Cruzeiro 0 x 0 Botafogo - Mineirão - 19ª rodada - Brasileirão 2017
Pressão
O Cruzeiro pressionou o time carioca do início ao fim. O time do Rio, embora mesclado marcava bem e se preocupando mais em não tomar gol fechou-se muito bem dificultando a vida do time Celeste. Criamos muitas jogadas, mandamos bola na trave e o goleiro botafoguense se destacou como o melhor em campo e assim, mais uma vez dentro do Mineirão deixamos escapar a vitória que era possível. Faltou um tiquinho só de capricho. Um tiquinho só de mais pontaria e também um tiquinho de melhor visão de jogadas quando passar a bola para o companheiro seria a melhor decisão a ser tomada efetivamente.

O jogo
O 1º tempo foi muito truncado. Muitas faltas e as jogadas eram todas curtas, nada de muito perigoso. O juiz dava TODAS as faltas para o Botafogo. Era só encostar nos zebrados que o apito soava. Já para o Cruzeiro nem tudo era marcado. Até um pênalti em Sóbis foi desprezado. Já na etapa final o jogo foi mais dinâmico. Mais pela decisão do Maior de Minas de tentar de todas as maneiras furar o bloqueio do Botafogo. Estivemos perto, muito perto de abrir o placar mas mais uma vez falhamos. Alisson mandou uma trave e várias bolas que passaram na frente de nossos jogadores seguiram incólumes suas trajetórias para fora do campo. 

Destaques
Alisson nesta temporada tem sido mesmo um dos destaques do time. É diferenciado. Pega a bola e parte em velocidade para a área adversária. Hoje não teve tanto o apoio de Diogo Barbosa que aliás deu demonstração de muito nervosismo no jogo com seu ex-time. Thiago Neves também foi bem. Lucas Silva e Lucas Romero ajudaram muito o Cruzeiro. Sassá tentou mas não conseguiu fazer nada que justificasse sua permanência em campo hoje. Murilo e Léo seguraram bem a onda na defesa. Nonoca mais uma vez mostrou-se seguro. Os outros tiveram atuação mais apagada, inclusive os que entraram no 2º tempo.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 0 BOTAFOGO
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 6 de agosto de 2017 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Sassá, Lucas Silva, Diogo Barbosa (Cruzeiro); Dudu Cearense, Leonardo Valencia, Emerson Santos (Botafogo)
CRUZEIRO: Fábio, Lucas Romero, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Nonoca (Robinho), Lucas Silva, Rafinha (Rafael Sobis), Thiago Neves e Alisson (Raniel); Sassá
Técnico: Mano Menezes
BOTAFOGO: Gatito Fernández, Emerson Santos (Renan Fonseca), Marcelo, Emerson Silva e Gilson; Dudu Cearense, Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e Leonardo Valencia (Marcos Vinícius); Guilherme e Brenner (Vinícius Tanque)
Técnico: Jair Ventura

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Cruzeiro soberano vence fora de casa: 3x0

Vasco 0 x 3 Cruzeiro - Est. Raulino de Oliveira - 18ª rodada - Brasileirão 2017
Thiago Neves, Sassá e Robinho marcaram os tentos Celestes.
Soberano
O Cruzeiro venceu com facilidade o time carioca. Fazendo seu 1º gol logo aos 2 minutos a tarefa ficou extremamente facilitada. O time do Vasco não teve em nenhum momento poder de reação e jamais ameaçou o gol de Fábio. Com traquilidade e total domínio da partida, nossos guerreiros pudera mostrar uma boa atuação em campo. Foi o caso de Elber que certa forma participou dos 2 gols e quando saiu acabou indiretamente também participando do 3º pois, foi Robinho que o substituiu que fez um belo gol para fechar o placar. Elber voltou a mostrar aquele futebol ofensivo de pegar a bola e partir para o gol, coisa que ele sabe muito bem fazer.

O jogo
Com o 1º gol feito por Thiago Neves logo no início da peleja, numa cobrança de falta sofrida por Elber as coisas ficaram mais fáceis. Marcando muito bem o Cruzeiro não deu espaço para o Bacalhau. Criou muitas e boas jogadas ofensivas e teve a chance de aplicar uma sonora goleada no time de São Januário. Aos 17 Sassá chega na frente numa disputa de bola e o beque do Vasco lhe dá um chute no peito. Pênalti que Sassá bateu muito bem e converteu. O Vasco que já não dava sinais de reação abdicou de atacar. No 2º tempo com algumas mexidas o time carioca ainda tentou mas com a boa atuação defensiva do Cruzeiro não chegava até a nossa área. Robinho deu o tiro de misericórdia aos 42 do 2º tempo com um belo gol.

Atuações e DM
Bryan de volta ao time teve uma atuação perfeita. Elber como já dito acima também jogou demais hoje. Thiago Neves atuou de forma segura. Foi sacado do time pois demonstra estar cansado. Lucas Silva foi bem no meio e Rafinha idem. Na defesa Murilo e Léo foram perfeitos juntamente com Fábio que foi muito pouco exigido. No ataque Sassá mostra a cada dia que a "troca" por Ábila foi ultra vantajosa para o Cruzeiro. Correu muito, fez o 2° gol na cobrança de pênalti que ele mesmo sofreu e saiu de campo também extenuado. Com tantos jogos sendo disputados o time esta cansado e as lesões estão se avolumando. Ariel é o mais recente ocupante do DM. Já estão lá Manoel, de novo, Arrascaeta, Hudson, Dedé e Judvan.


VASCO 0 X 3 CRUZEIRO 
Motivo: 18ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 03/08/2017 (quinta-feira)
Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda-RJ
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo – SP (CBF)
Público: 4.934 Renda: R$ 108.780,00

Gols: Thiago Neves, aos 2, e Sassá, aos 18 minutos do 1º tempo; Robinho, aos 42 minutos do 2º tempo

Vasco: Martín Silva; Gilberto, Rafael Marques, Lucas Rocha e Henrique; Jean, Wellington (Thalles), Escudero e Wagner (André Rios); Paulinho e Paulo Vitor.
Técnico: Milton Mendes

Cruzeiro: Fábio, Lucas Romero, Léo, Murilo e Bryan; Henrique, Lucas Silva, Elber (Robinho) e Rafinha; Thiago Neves (Rafael Sóbis) e Sassá (Raniel).
Técnico: Mano Menezes

Cartões amarelos: Rafael Marques, André Rios, Paulo Vitor, Gilberto (Vasco); Lucas Silva (Cruzeiro)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map